Diga-nos o que procura...
Vamos Explorar o Oeste atrás dos melhores resultados.

49 . 3444 5546    
49 . 98834 6242    

Notícias



DIA MUNDIAL DO BRAILLE - 04 de janeiro

A data de 4 de janeiro assinala o nascimento de Loius Braille, o criador do sistema de leitura e de escrita Braille

03/01/2021 às 09h38
Atualizada em 03/01/2021 - 09h51


A data de 4 de janeiro assinala o nascimento de Loius Braille, o criador do sistema de leitura e de escrita Braille, que permite através do toque facilitar a vida das pessoas invisuais e a sua integração na sociedade. Louis Braille ficou cegou aos 3 anos de idade e aos 20 anos conseguiu formar um alfabeto com diferentes combinações de 1 a 6 pontos que se alastrou pelo mundo e que ainda hoje é usado como forma oficial de escrita e de leitura das pessoas cegas.

Livros, folhetos, medicamentos, cds, dvds, são alguns exemplos de produtos com impressão em Braille para facilitar a perceção do conteúdo.

O Braille é composto por 64 sinais, gravados em papel em relevo. Estes sinais são combinados em duas filas verticais e justapostas, à semelhança de um dominó ao alto. A leitura faz-se da esquerda para a direita.

Em Portugal, destaque-se o papel do Núcleo para o Braille e Meios Complementares de Leitura, no âmbito do Instituto Nacional para a Reabilitação, I. P, que no Dia Mundial do Braille organiza vários eventos para celebrar a efeméride.

A Biblioteca Central conta com o Espaço Braille que, desde 1994, desenvolve e presta serviços voltados aos usuários com deficiência visual: Baixa e/ou cegueira.

Alguns desses serviços são:

Disponibilização doe recursos que possibilitam ao usuário fazer suas atividades acadêmicas.
Reprodução do material bibliográfico da escrita em tinta para o formato digital, sonoro ou em escrita braille de acordo com a solicitação do usuário.
Pesquisa e localização de material bibliográfico, constante da ementa das disciplinas cursadas pelo usuário, quando solicitado.

ONU CELEBRA DIA MUNDIAL DO BRAILLE 
A Assembleia Geral da ONU decidiu, em novembro de 2018, proclamar 4 de janeiro como Dia Mundial do Braille.

A decisão pretende reconhecer que a promoção dos direitos humanos e liberdades fundamentais no contexto do acesso à linguagem escrita é um pré-requisito essencial para a plena realização dos direitos humanos para cegos e deficientes visuais.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, estima que globalmente cerca de 1,3 bilhão de pessoas vivem com alguma forma de distúrbio de visão.

As pessoas com deficiência visual estão mais expostas a maiores taxas de pobreza.Dia Mundial do Braille, by ONU NewsBraille

O braille é uma representação tátil de símbolos alfabéticos e numéricos que utiliza seis pontos para representar cada letra e número, e até mesmo símbolos musicais, matemáticos e científicos.

Este sistema foi inventado por Louis Braille na primeira metade do século 19 e é utilizado por pessoas cegas e com deficiências visuais.

O seu uso permite a comunicação de informações importantes entre pessoas cegas ou com deficiências visuais, garantindo competência, independência e igualdade.

Convenção

O braille é um meio de comunicação para pessoas cegas, como está refletido no artigo 2 da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. Ele é essencial no contexto da educação, liberdade de expressão e opinião, e acesso à informação e comunicação escrita, bem como quanto à inclusão social de pessoas cegas.

Para os 39 milhões de pessoas que são cegas e os 253 milhões que têm deficiência visual, a perda de visão geralmente aumenta as desigualdades, dificultando o seu acesso a cuidados de saúde e impondo barreiras no acesso à educação e ao trabalho.

Com base em muitas décadas de trabalho da ONU no campo da deficiência, a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, adotada em 2006, vem proteger ainda mais os direitos e o bem-estar das pessoas com deficiência na implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.
FONTE: news.un.org/pt/story/2019/01/1654082

Confira a Galeria de Fotos



Confira o Arquivo de Texto




Seja o Primeiro a Comentar






Parceiros